Uma mensagem de Daniel Ek, fundador e CEO do Spotify

Mar 18, 2021

Desde a queda de 2014, a indústria musical cresceu 44%. Esse crescimento foi conduzido principalmente pelas receitas de streaming, que aumentaram 500% no mesmo período. Só em 2020, o Spotify pagou mais de US$ 5 bi, mais do que qualquer outro serviço de streaming, representando aproximadamente 20% da receita de toda a indústria fonográfica mundial. Esse número, que por si só já é impressionante, não inclui outros serviços de streaming ou outras fontes de receita. 

Ainda assim, os artistas sempre me perguntam por que não estão ganhando mais. Se a indústria musical está gerando tanto dinheiro, para onde ele está indo? Essas perguntas são justas. Por isso, lançamos este site com o objetivo de aumentar a transparência e explicar a economia complicada por trás do streaming de música. 

O streaming está prosperando e sendo fundamental para ajudar mais artistas a alcançarem um público global. Hoje, existem mais artistas do que nunca, e isso é maravilhoso. Isso significa novos gêneros, mais músicas cruzando fronteiras e mais artistas encontrando novos fãs. Significa também que novos artistas estão entrando no Spotify todos os dias, somando seus catálogos aos de todos os que vieram antes na história da música. Mais artistas querem compartilhar a sua arte, chegar a novos fãs e viver da sua música. E estão conseguindo. 

Só com base nos streamings do Spotify, vemos que artistas em todas as etapas de suas carreiras estão crescendo: desde 2017, o número de artistas gerando mais de

    • US$ 50 mil/ano cresceu 80%
    • US$ 100 mil/ano cresceu 85%
    • US$ 1 milhão/ano cresceu 90%

Hoje, 57 mil artistas representam 90% dos streamings mensais no Spotify, um número que quadruplicou em apenas 6 anos. Isso significa que os artistas mais ouvidos no mundo são cada vez mais numerosos e diversos.

Nosso objetivo é ajudar músicos profissionais ou aspirantes a viverem da sua arte, e levamos isso muito a sério todos os dias. É claro que é impossível todos os milhões de artistas no Spotify terem o mesmo sucesso. No fim das contas, são os fãs quem decidem quais artistas chegarão ao topo. Mas o nosso foco continua claro: continuar gerando mais oportunidades para que mais artistas consigam mais fãs. 

Sabemos que há muito trabalho pela frente, mas temos confiança em tudo o que construímos e nas inovações que oferecemos aos artistas e fãs. Vamos continuar possibilitando que os artistas mais talentosos do mundo transformem sua paixão em profissão, aumentando os valores pagos aos detentores de direitos, diversificando e expandindo o número de artistas profissionais que alcançam o sucesso e impulsionando a indústria musical.